sábado, 27 de junho de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Desfile das tirinhas de hoje sugere um pouco de paz e sossego. Paz, amor, tranquilidade, saúde e proteção. Uma caminha esperta também é muito bom.

Todas as imagens foram pegas no Pinterest. Boa leitura e boa diversão!

CALVIN & HAROLDO - BILL WATTERSON

HAGAR, O HORRÍVEL - DIK BROWNE

RECRUTA ZERO - MORT WALKER

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

MAFALDA - QUINO

GARFIELD - JIM DAVIS

GARFIELD - JIM DAVIS

sexta-feira, 26 de junho de 2020

Reflexão sobre as pessoas perfeitas de hoje


Dois casais, hoje, entraram em evidência no mundo brasileiro das celebridades, só que de maneira negativa. Jovens, carismáticos, héteros e com beleza estética que beira à perfeição para os padrões da sociedade de hoje em dia. Pois é!

Os dois casais vinham usando a Internet para esbanjar beleza e mostrar a vida perfeita do quão são realizados e apaixonados. A questão é justamente essa. A vida perfeita que tanto mostram não é tão sólida assim. E como eles lidam com isso? Da pior forma possível. 

Em um dos casais, a mulher esperou seu lindão dar uma volta e então fez um vídeo detonando ele e expondo muita coisa feia na relação que confessara nem existir mais, porém, ainda viviam na mesma casa e tinham contato diário e ela se sentia, de alguma forma, ainda perturbada por ele, senão esse gesto de expor todos os podres nem teria acontecido. Todos sabemos bem que essa história de se separar e continuar na mesma casa não dá muito certo. Ainda mais para a moçada de hoje que não sabe lidar com rejeição, que não se sujeita a suportar desgostos, dissabores, que acham que viver é acordar todos os dias com o peito inflado daquela sensação maravilhosa de felicidade em ser o topo do mundo. Então é assim: as duas beldades se juntam e todas as pessoas do país são praticamente obrigadas a ver como é perfeita essa união, pois ambos são tão belos e tão poderosos e felizes... Só que uma dessas pessoas não pode olhar para o lado, não pode ter privacidade em celular, rede social, não pode ter uma ação que foge ao controle da outra porque a linha de pensamento é: 

"Imagine a pessoa vivendo comigo fazendo coisas que nem tenho ideia na Internet, no celular, no rolê. Tenho que ter o controle de cada respiração dessa pessoa, de cada fluxo de pensamento que ela emite, porque somos duas metades perfeitas que mostraram ao mundo que se encontraram e se encaixaram, então eu não admito que a minha metade faça algo que eu não saiba; ela deve me servir, deve agradar ao meu ego, aos meus caprichos, às minhas ilusões e soberbas tanto quanto eu me presto a fazer isso com ela. Afinal, um relacionamento é uma troca. Se eu me presto a essa ação, o mínimo que ele deve fazer é retribuir."

Só que a vida, sabemos bem, não é uma rede social, um livro, uma novela onde alguém constrói personagens e manipula o que bem desejar. E a vida está pouco se lixando para as aparências, sejam elas rentáveis ou desgraçadas. A vida apenas é o que é: um fluxo natural e abstrato impossível de ser controlado para que seus dias sejam somente coloridos e vibrantes de alegria.

Esses jovens de hoje se casam e fazem filhos sem a menor noção do quanto são sérias tais ações. A impressões que tenho é que fazem tudo na brincadeira, tudo para o ego, para se mostrarem, para serem ainda mais felizes e realizados. Parece até que sofrem de uma deficiência mental onde precisam de doses cada vez maiores de satisfações. E se tiver público, o grau dessas realizações fica cada vez mais potencializado. E depois, quando essa onda passa, como é que fica para se manter essa busca? Depois vem a conta. A venda cai e os olhos da realidade tornam-se mais ativos do que a fantasia mental. A pessoa finalmente se dá conta dos compromissos sérios que assumiu e das responsabilidades que tem em mãos. E por ela não estar preparada, pois gostava de se trancafiar no seu castelo das ilusões, vai metendo os pés pelas mãos.

O outro casal é ainda mais grave. O homem é bem conhecido no meio musical e tem uma namorada. Parece que, ao longo do tempo, ele já fez coisas ruins contra ela. Eles até mostram muito amor e cumplicidade nas redes sociais, só que, de vez em quando, surge uma notícia desagradável aqui e ali. São coisas que não precisavam estar acontecendo a um casal cujo relacionamento nem é tão longo e duradouro assim. Há quem diga que ele está cometendo abuso. O tal relacionamento abusivo. A moça nega e posta fotos deles trincando sorrisos, abraçados, grudados, na maior felicidade. A mídia, porém, mostra certa preocupação e até joga indiretas (com certos modos de falar e respectivos olhares) de que o que está havendo é o caso clássico da mulher cega de paixão que está se submetendo ao homem e, portanto, se nega a admitir a possibilidade do perigo estar vindo a galope. 

Ele é famoso e, por si só, pode abrir a boca e apelar para alguns movimentos de causas sociais. E pegando carona nesses movimentos de causas sociais foi que anunciou à mídia que irá processar os pais da própria namorada. Ninguém sabe o que aconteceu para que ele viesse a público e afirmasse tal medida. Mas todos sabem que o que ele alegou é crime, portanto, a mídia ficou com uma baita interrogação sustentada, já que não havia nenhuma informação que justificasse o porque dessa ação tão séria e tão grave contra os pais da própria namorada. E, novamente, de uma maneira bem polida, os olhos voltados para essa moça são de preocupação. O que pensar de um homem que já quer dominar sua namorada, fica agressivo quando suas expectativas são frustradas e agora quer prejudicar a própria família dela, acusando os pais dela de criminosos? É, no mínimo preocupante, principalmente o fato de ela estar, de certa forma, apoiando-o.

Você olha para ele e você olha para ela. Você analisa toda a informação que veio da mídia. Mil pensamentos vêm à cabeça. Ah! Como eu gostaria de externar o que penso desse casal, especificamente focando nessa situação. Porém, vivemos em uma falsa democracia. Aliás, já faz no mínimo uns vinte anos que a democracia vem sendo estrangulada aos poucos, devagarinho, pelas próprias mãos de algumas causas que deveriam fazer a nação evoluir, mas estão mesmo é se corrompendo e fazendo muitos inocentes acreditarem em suas mentiras e até executarem serviço sujo. Mas não posso dizer nada do que penso, porque se um pepino vier para minha mão, não terei condições de me livrar dele. Não sou um Nando Moura da vida, que tem meios de exercitar diariamente o seu vocabulário na Internet da forma como bem deseja. Sou um reles blogueiro e escritor de ficção. E estou anos-luz de ter esse poder e bater de frente com esses movimentos em nome da minha livre expressão. Então, de tudo o que eu tinha para dizer sobre esse casal, dos meus achismos diante da notícia que me veio, é melhor eu nem falar nada. Porque são muito feias as coisas que eu colocaria sobre ela e sobre ele.

Já interpretava Eli Regina a bela canção "Cartomante", cuja letra nunca foi tão atual e verossímil.

"Nos dias de hoje, não lhes dê motivo
Porque na verdade eu te quero vivo
Tenha paciência, Deus está contigo
Deus está conosco até o pescoço..."

"...Cai o rei de espadas, cai o rei de ouros
Cai o rei de paus, cai, não fica nada"

Nem me interessa saber se Elis é de esquerda, direita, o que ela pensa disto ou daquilo. O me interessa em Elis é sua voz maravilhosa e sua capacidade de interpretar as canções de forma ímpar e emocionante. Até hoje, nunca mais tivemos outra Elis.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

[Livros] Indicações DarkSide

Estou aqui divulgando mais material da DarkSide. Pensei que a editora fosse expert no gênero terror/horror, mas, prestando mais atenção ao catálogo, é possível encontrar outros gêneros literários. Dentre eles, um que me chamou a atenção é a saga "CRÔNICAS DE AMOR E ÓDIO". 

Nunca ouvi falar dela, mas também não sou um leitor antenado. Parece muito boa. Dei uma olhada na sinopse que revela uma mulher que foge e tem dois homens no seu encalço. Um deles quer matá-la. O outro, amá-la. A impressão que me deu é que se trata de uma daquelas tramas super bem boladas do gênero Fantasia, onde a donzela em perigo precisa ser resgata pelo seu Príncipe valente.

Como sempre, o acabamento gráfico é uma tentação de tão atraente. Resolvi compartilhar porque sei que tenho leitores aqui que gostam bastante dessas histórias. Então, fica a dica!

Em breve falarei um pouco das coisas que estou lendo. Abraços a todos e até a próxima postagem.


sábado, 20 de junho de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Olá, pessoal! Bem-vindos a mais um Desfile das Tirinhas. O tema é livre, assim é legal porque elas vão abordar temas diferentes umas das outras (ou não). Divirtam-se!

O MENINO MALUQUINHO - ZIRALDO

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

MÔNICA - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES

NÍQUEL NÁUSEA - FERNANDO GONSALES

CALVIN & HAROLDO - BILL WATTERSON

RECRUTA ZERO - MORT WALKER

DONA MARTA - GLAUCO

MAFALDA - QUINO 

WOOD & STOCK - ANGELI

PATO DONALD - WALT DISNEY

sexta-feira, 19 de junho de 2020

[Livros] O Presidente Negro - obra curiosa de Monteiro Monteiro


Sempre soube que Monteiro Lobato tinha escrito outras coisas além do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Uma vez, deparei-me com um livro de nome "Negrinha" e então fiquei sabendo pela leitora, uma moça que na época deveria ter idade próxima à minha, já que éramos colegas de classe, que o autor tinha obras adultas e bem diferenciadas do mundinho encantado o qual tornou-se bastante conhecido. 

Porém, nunca conheci "Negrinha" e pouco me lembro até mesmo das historinhas do Sítio. Estava pesquisando pelas obras por mim desconhecidas dele e eis que me deparei com vários títulos e, dentre eles, um acabou me chamando a atenção:


O PRESIDENTE NEGRO foi lançado pela primeira vez em 1926. A curiosa sinopse diz que o protagonista é um homem que basicamente trabalhava de cobrador em uma empresa e sofre um acidente de carro. Ele é resgatado por uma pessoa inesperada: um professor que vivia recluso e mantinha a mente ocupada em teorias conspiratórias e invenções. E é justamente em meio disso que ele é apresentado a uma "coisa" que, segundo o professor, foi criada para ver o futuro. E o futuro que viram foi o ano de 2228, onde os EUA batalhavam por mais uma disputa presidencial entre um homem branco conservador, uma candidata mulher que aspirava tempo de novidades e um outro homem que conseguiu atrair toda a notoriedade pública devido ao fato de ser negro.

Pesquisei um pouco sobre  história e encontrei mais coisas, porém, é melhor não expô-las aqui, já que eu tenho quase certeza de que as poucas pessoas que conhecem meu blog até este momento são como eu: sequer ouviram falar deste livro antes. Então eu prefiro guardar o resto do conteúdo e dizer apenas que a questão da trama é abordar o pensamento do autor que expõe uma ideologia de supremacia negra cujo objetivo é dominar o planeta. Como bem sabemos, desde criancinhas somos obrigados a "engolir" que para dominar o planeta basta dominar os EUA (kkkkkk....). 

É importante dizer que a ambientação se passa em Nova Friburgo, onde o protagonista sofre o acidente e mora o professor, e também nos EUA, devido ao tal futuro que vem se desdobrando. Também achei interessante o nome do cobrador acidentado ser Ayrton. Lembrei-me de Ayrton Senna, grande piloto que morreu em um acidente automobilístico em 1994, no auge de sua carreira. O professor se chama Benson e ele tem uma filha chamada Jane, ou seja, não vi nenhum nome genuinamente brasileiro até agora (não considero "Ayrton" um nome tipicamente brasileiro). Isso coloca por terra um certo tipo de leitor que fica criticando as obras atuais e alegando por aí que literatura genuinamente brasileira não deveria ser repleta de nomes estrangeiros. 

Bom... Para conhecer mais sobre essa história, você pode pesquisar na Internet ou ler o livro (seja impresso ou em e-book). Estou compartilhando aqui apenas porque achei bastante curioso esse título que me fez pesquisar e ver do que, afinal, se tratava, vez que Monteiro Lobato vem sendo apontado como figura não-grata do panorama contemporâneo da literatura brasileira justamente sob as alegações de racismo explícito em suas obras e, indo mais a fundo, já ouvi dizer que ele também acreditava naquela coisa de que havia uma raça predominantemente pura no planeta e outras ideias relacionadas. 

Através desta obra pude perceber que essas afirmações parecem de fato verdadeiras. Lobato era racista, machista e, provavelmente, supõe-se que seria homofóbico também. Fico aqui pensando que ele seria um dos defensores de que os gays deveriam ser mortos; ele poderia acreditar ser a homossexualidade um desvio de conduta tomado pela safadeza no intuito único de humilhar os homens "de verdade"; na pior das hipóteses, uma espécie de doença ou insanidade que precisava ser combatida. 

É complicado supor o que se passa na mente de um homem morto em 1948. Talvez esse item (da homofobia) nunca venha à tona, mas já considero bastante sério o racismo, o machismo e a idolatria pela tal raça superior. Nos dias atuais, as sociedade luta por outros valores. Para isso, conta com outro tipo de ideologia que visa agregar e valorizar todos os tipos de pessoas, pois somos todos seres humanos. Temos nossas diferenças, sim, mas ninguém é superior a ninguém.

Você pode até me perguntar:
"Então, agora, você é um defensor de que mudem o teor e até excluam as obras de escritores como Monteiro Lobato?" 
Não. De jeito nenhum. Muito pelo contrário. Esse material precisa existir e permanecer, se possível, intacto, pois é somente desta forma que vamos ter embasamento para comparar a evolução humana através dos tempos. Apagar, queimar, recortar, triturar, sumir com esse tipo de conteúdo só fará com que façamos de conta que ele nunca existiu, porém, não contribuirá em nada para o fim do preconceito e da discriminação. É vergonhoso e inaceitável para os dias de hoje, não é? Mas só sabemos disso porque as obras estão aí, escancaradas, feito tapas na nossa cara. 

Sempre fui um defensor da liberdade na escrita de ficção, pois se não gosta de determinado conteúdo, se acha que ele pode prejudicar, ofender, humilhar, basta não ler. Simples assim. Algumas dessas obras podem ser encaradas como interessantes reflexos de como vivia a sociedade antes, como estamos agora e no que ainda devemos melhorar.

Para terminar, deixo então essa sugestão. Há um exemplar disponível no Google Books. É possível ler de graça lá, mas há um aviso de que parte do conteúdo está faltando. Um link que compartilho, caso queiram vasculhar mais um pouco de informações dessa obra, é da Wikipedia - clique aqui. Um abraço. Até a próxima postagem. 

segunda-feira, 15 de junho de 2020

[LIvros] MANCHA NEURAL

Pegue o teu aqui

Mickey é chamado para resolver o misterioso massacre que vitimou mais de 200 pessoas em uma pequena província na Armênia. Ele reluta. Não quer deixar sua cidade e não consegue atribuir tamanho genocídio a um malfeitor o qual julgava conhecer tão bem e que não seria capaz de tamanha barbárie. Ele acaba sendo convencido a aceitar e ganha uma parceira de trabalho, a Sra. Natasha Bykov -- o tipo de agente linha dura que vive de péssimo humor e não troca mais do que míseras palavras.

Mais dureza do que ter que conviver com uma mulher estranha que não está nenhum pouco confortável com Mickey, é retrocedermos no tempo e testemunharmos fragmentos do passado de Dmitri Ivanov, o homem que veio ao mundo para fazer a diferença. Os pais de Dmitri eram bem quistos onde moravam e conquistaram até certo respeito perante os nobres, não porque eram como eles, muito pelo contrário: formavam um casal simples com uma vida modesta, porém, satisfeitos no que concerne aos trabalhos e favores dos quais se ocupavam. Atividades que acabavam favorecendo a muitos, inclusive aos poderosos. Não lhes faltava nada e a ambientação era bem próxima da vida rural. 

Dmitri nasce e nos permite acompanhar sua tragetória quando, ainda em tenra infância, conhece Natasha e, um tempo depois, Nicolai -- um otimista espirituoso que, infelizmente, morreu na Guerra. Dmitri, por sua vez, foi mais do que bom soldado. Sua garra e dedicação foram tamanhas que ganhou promoções ao longo dos anos (cabo, sargento, primeiro-tenente, capitão etc...). Com certeza, seus pais deveriam estar orgulhosos pelo sucesso da carreira militar de seu filho. Não era o bastante ser mais um a defender sua pátria; era preciso tornar-se o melhor.

Não foi fácil alcançar as patentes. Se todos atribuíam-no respeito considerável de acordo com seu prestígio nessa hierarquia militar, por outro lado, seu íntimo tornava-se um amontoado de desgostos, frustrações e perdas até não aguentar mais. E quando não aguentou mais, Dmitri Ivanov, a autoridade exemplar que tanto fez a diferença ao longo de tantos anos de guerra em defesa de seu povo, deu lugar a uma outra personalidade: alguém que não tinha escrúpulos e mantinha-se obscuro; alguém que se apresentava todo coberto de preto e tais vestes ainda não eram o bastante perante a imensa escuridão que passou a dominar seu coração; alguém que julgava carregar consigo uma mancha neural - Mancha Negra

Daniel Alencar, mesmo autor de "Nova Patópolis", gosta de criar ficções com personagens dos quadrinhos Disney. "Mancha Neural" é uma ótima trama que nos traz esse conteúdo inédito do Manha Negra. 
Escritor independente, ele disponibilizou esse material no próprio blog. Para garantir o teu (gratuito) é só clicar aqui e ir ao link para fazer o download da obra em vários formatos (EPUB, MOBI, ISSUU e PDF). Como prefiro ler e-books pelo Kindle, baixei em PDF e o inseri no Kindle. Li tranquilamente.


sábado, 13 de junho de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Esta semana eu quase não liguei o computador por conta de outras responsabilidades e imprevistos importantes. Hoje é sábado e gosto muito de preparar o Desfile das Tirinhas. Ontem foi Dia dos Namorados e hoje é dia de Santo Antonio, o santo casamenteiro, por isso as tirinhas lembrarão essas comemorações. Abraços a todos. Boa diversão!

GARFIELD - JIM DAVIS

ALINE - ADÃO ITURRUSGARAI

RECRUTA ZERO - MORT WALKER

CALVIN & HAROLDO - BILL WATTERSON

NÍQUEL NÁUSEA - FERNANDO GONSALES

RÊ BORDOSA - ANGELI

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

LULUZINHA TEEN - LABAREDA DESIGN

CONTOS DE FADAS - FANART - DIEGO MARINHO


MENTIRINHAS - FÁBIO COALA

QUADRINHOS ÁCIDOS - PEDRO LEITE
Página do Facebook - Instagram @quadrinhosacidos

sexta-feira, 12 de junho de 2020

[Poesia] Amor de Caneca


Como não  pensar em você? Mexeu com minhas emoções, trabalhou as sensações de cada pedaço deste corpo meu. E o que fez depois que ganhou meu coração? Simplesmente me deixou com a panela cheia de expectativas fervendo no fogão das minhas alegrias.

Estou pensando em você. Nossos planos de correr na praia, andar de mãos dadas à  beira-mar, sob a luz do luar. Nos abraços que poderíamos dar. E a projeção de um futuro em comum de nós dois no mesmo lar.

Mas olho agora este recipiente em minhas mãos e só  agora me dou conta de como foi pequeno o momento que tivemos a dois. Enchi o recipiente até onde eu quis. Bebi, saboreei e aproveitei. Agora eu o olho vazio. Não tem mais amor.

------------
Autor: Fabiano Caldeira

sábado, 6 de junho de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Olá, pessoal! De alguma forma, temos uma rotina. E o Desfile das Tirinhas desta semana mostra um pouco da rotina dos personagens selecionados. Comentários de quais tirinhas mais gostaram são sempre bem-vindos. Abraços a todos. Até a próxima postagem!

BICHINHOS DE JARDIM - CLARA GOMES

MENTIRINHAS - FÁBIO COALA

MAMU & LE FAN - DIGO FREITAS

LULUZINHA TEEN - LABAREDA DESIGN
MARJORIE "MARGE" HENDERSON BUELL
Imagens aleatórias do Pinterest

GERALDINHO - GLAUCO
Imagens aleatórias do Pinterest

GARFIELD - JIM DAVIS
Imagens aleatórias do Pinterest

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

HOMEM-ARANHA - MARVEL - FANFIC DRAGONARTE
Página do Facebook e site

SCOOBY DOO - HANNA-BARBERA

LULUZINHA - MARJORIE "MARGE" HENDERSON BUELL
Imagens aleatórias do Pinterest

RECRUTA ZERO - MORT WALKER
Imagens aleatórias do Pinterest