quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Retrospectiva - 2020 FOI UM ANO PARADO...

...e como sempre vou na contramão, eu caminhei mais do que nunca, mesmo nos momentos em que me senti em prisão domiciliar compulsória e fui obrigado a concordar que ainda vivemos em uma democracia e temos os direito de ir e vir. Acontece que não tem graça ir e vir com as lojas e os shoppings fechados. assim como não tem graça ligar a TV e ouvir "COVID-19" vinte e quatro horas por dia. Não tem graça fechar estabelecimentos, lojas e empresas em geral, sejam quais forem, sendo que o povo se aglomera em casa mesmo, na rua onde mora, na calçada, no supermercado, tira a paz e o sossego de quem quer descansar..

Este ano escrevi feito um condenado. É o que me restou fazer, já que me vi em prisão domiciliar. Uma pena que para os políticos essa penalidade seja mais atrativa, afinal, se eu morasse nos imóveis que eles têm, eu mesmo me voluntariava a permanecer em prisão domiciliar e que se foda o povo lá fora. 

Apesar de muito tempo e dedicação, a recompensa foram os tapinhas nas costas e uns trocados que ajudavam a comprar uma pizza. Quanto a isto, não posso reclamar, porque sempre soube que o sistema onde publico meus 'ebooks' é assim mesmo. E ainda devo agradecer porque existem outros similares que não possuem visibilidade nem vendem nada, então eu me deleito porque tenho uma média de cinquenta mil páginas lidas em cada um dos últimos meses. Então, hoje, eu posso dizer que não sou um blogueiro que gosta de escrever. Sou um escritor de verdade e sou bem lido, pois sei que ali (ainda) não são robôs e sim pessoas reais que se interessaram pelo viram. 

Qual é a sensação de ser um escritor contemporâneo? A mesma de qualquer um dos escritores clássicos durangos que viviam na miséria. Exatamente a mesmíssima. Olha que legal! Existe algo de clássico em mim! rsrs...

Se me dispus a escrever bem mais do que o costume, isso se aplica também a este blog que teve uma dedicação maior. Também consegui manter um ritmo de visitas nos blogs amigos. Confesso que às vezes não foi fácil, mas o espírito de candinha fofoqueira, que quer saber o que o fulano postou desta vez, foi maior, então ele me impulsionou a conferir algumas postagens nos blogs amigos, mesmo quando eu já estava cansado de ler ou escrever. 

Aliás, quero já agradecer alguns blogueiros bem especiais:

Silvana, do Prefácio, que é a princesa do meio blogger. É porque ela parece tão delicada e gosta de ler seus romances de época e se entusiasma toda contando como foi que a aversão da Maria Eduarda Candeias Alvares de Azevedo Furtado se transformou em amor duradouro por José Eduardo Contreiras Albuquerque de Camargo e Silva Ferreira de Oliveira (UFA!). E o barato é que, quando você pensa que acabou a resenha, ela vem com uma série literária de 500 livros sobre esse casal. Muito linda essa Silvana! Parabéns ao blog Prefácio!

Luciano, do Pensamento Solto, porque tem um gosto bem diverso e adora compartilhar leituras de 'ebooks', algo que percebo que muitos leitores de livros físicos ainda possuem certa reserva e preconceito. Luciano também leu minhas obras e por isso eu me sinto mais do que grato, porque fui lido por alguém bem bacana que tem muitas opções de leitura e um blog que respeito e admiro. 

Larissa, do Parágrafo Cult, que atualiza pouco o blog, mas tem ótimas postagens. É sempre interessante ler o que ela achou das leituras, porque ficamos sabendo um pouco mais sobre ela. Ela tem um jeito de contar as coisas no blog que, não sei explicar, mas funciona. Espero que ela esteja bem. 

Kleiton, do Blog do Neófito, que foi como um irmão para mim durante este ano. Não apenas pelo blog extraordinário que tem a capacidade de pegar um assunto nerd qualquer e transformá-lo em uma crítica intimista sobre a sociedade e traçar uma psicanálise sobre o comportamento das pessoas, mas pelos tantos momentos em que trocamos ideias particulares e conversamos sobre as coisas da vida -- DAS NOSSAS VIDAS -- e vimos tanto em comum e, ao mesmo tempo, as diferenças me orientaram no que eu necessitava.

Leonardo, do Submundo HQ, que já conheço há alguns anos em suas postagens sobre o mundo dos quadrinhos focando em super-heróis Marvel, DC e quadrinhos da VERTIGO, VALIANT e alguns outros de nichos que disputam espaço no mercado. O Submundo HQ, hoje, eu creio, é o melhor blog do Brasil (talvez do mundo) a tratar desses quadrinhos, sejam Marvel, DC, Vertigo, Devir, Mythos, Pipoca & Nanquim, Panini etc. Existia um blog-site que ocupava essa posição, mas ele está em coma e temo que ano que vem, infelizmente, morrerá. Acredito que o público daquele "Planeta", aos poucos, migrará ao "Submundo" e de lá não mais sairá.  

Anderson, do blog Son Adventures, por continuar me acompanhando de uma forma não tão visível aos olhos públicos, mas presente em meu universo particular, prestigiando meu trabalho e ainda confiando em mim quando já pisei na bola com ele algumas vezes. Confiar em alguém que já pisou na bola contigo é para poucos. O Anderson posta pouco em seu blog, mas ele é um escritor, roteirista e leitor que todo escritor gostaria de ter, pois ele mergulha de corpo e alma na obra literária que está lendo e depois se dispõe a dar 'feedbacks' e comentar, analisar, filosofar... Meu Deus! O Anderson é tudo de bom! 

Rosa, do blog Moça Vintage, que leu de novo uma obra minha que ela já conhecia lá atrás. foi minha primeira (e quase única) leitora no Wattpad e foi quem me incentivou a continuar publicando minhas obras na Internet. Meu romance foi todo remodelado, apesar de ter mantido a essência, todas as páginas se tornaram inéditas porque foram mexidas e reescritas, o que me levou mais de ano para concluir a trama, mas valeu a pena. Rosa é uma mulher muto especial porque lê o que interessa sem medo, sem acordos, sem se influenciar por fama ou popularidade. Se interessou, ela lê. Simples assim. É uma alma pura que me deu mais atenção do que eu merecia. Ela escreveu um livro chamado Moça Vintage, que está disponível na versão física pela Luva Editora. Espero que ela escreva mais. Como é linda essa Rosa portuguesa!

Bom, fora isso, fico contente pelos blog Arquivos Turma da Mônica permanecer firme e forte na plataforma Blogger. O conteúdo dele deveria ganhar um prêmio da Mauricio de Sousa Produções, de tão bom que é. Igualmente feliz me sinto pelo Ricardo Quartim e todo seu empenho com suas obras focadas nos Senhores de Ur. Quero mandar um abraço ao Roniere, do blog U2 e Gibis, ao Marcelo, do blog Marcelo - Antologias, ao Daniel, do blog-site A Gibiteca, que se revelou um excelente escritor e torço por ele. 

Bom, este ano prometi a mim mesmo que leria menos amigos de luta e mais escritores consagrados que já têm seus livros físicos publicados e são conhecidos e bem quistos pela mídia. Eu me propus a isso porque é interessante saber o que tem na escrita desses caras, seja a obra clássica ou contemporânea. Sinto que aprendo com suas obras. Neste novo ano continuarei com esse foco, pois há muitos autores conhecidos que preciso ler. Ainda não conheci nada de Jô Soares, por exemplo, nem de Rubem Fonseca, Nelson Rodrigues... 

Preciso reler Agatha Christie, pois suas obras eu conheci muito novinho e agora não me lembro mais como são. Quero conhecer outra obra de Monteiro Lobato, pois "O Presidente Negro" foi a leitura do ano para mim. Não é o livro que mais me deu prazer (na verdade, fiquei indignado), mas sim o que considero mais interessante e me marcou por uma porção de atributos encontrados na escrita do autor. Então, o livro do ano para mim é "O Presidente Negro", de Monteiro Lobato. Depois vem "Ricardo & Vânia", de Chico Felitti, em um patamar quase igual, no sentido do tanto que mexeu comigo por dentro. Em terceiro lugar, "Nosferatu", de Joe Hill. Se alguém faz questão de um quarto e quinto lugar no pódio, podemos deixar assim:

1. O Presidente Negro - Monteiro Lobato

2. Ricardo & Vânia - Chico Felitti

3. Nosferatu - Joe Hill

4. Estrada da Noite - Joe Hill

5. O Exorcismo de Marlon Gayler - Angeli Pietro 

Pronto! Agora sim, a postagem está completa! Feliz 2021 a todos! Felicidades!



terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Prosa Poetica Sobre Eu, Você e Ela

Na imensidão do teu calor eu vou tentando encontrar certo frescor. 

Como a polenta em pasta na panela que logo vai se moldar na travessa. 

E tal como a água em ebulição, vou aos poucos evaporar, sumir todo, até  não sobrar mais nada do meu coração tão ignorante e tolo.

Por que insisto estar junto de você, se a solidão vive entre os lençóis de nossa cama?

Fico sem saber o que me fascina em tua persona. Talvez seja a arte de me ignorar quando me sinto prestes a implorar um pouco de carinho. Ou, quem sabe seja essa liberdade equivalente que me permite amar, ainda que só pelos teus caminhos. 

Já estou acostumado com nós três -- eu, você e ela, que no início pensei ser passageira. E qual foi meu engano não ter percebido que tinha chegado de vez. E no meio da gente ela se fez. 

Você me permite ser teu. Todinho teu. Deixa-me amar como eu te quero. Às vezes me dá  algo em troca: um sorriso, um abraço, teu ápice íntimo mais sincero. Outrora, não  é  como eu gostaria. Mas tudo se resolve Na horizontal, de um jeito ou de outro, com ou sem tua companhia. 

-------

Autor: Fabiano Caldeira  

domingo, 27 de dezembro de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas - Ano Novo

Olá! O Desfile das Tirinhas está em cima de Ano Novo e desde já desejo a todos os que vêm aqui um Novo Ano repleto de coisas boas e muitas felicidades. Desejo que Deus esteja presente na vida de cada um de nós e daqueles que amamos. Um abraço! 

GARFIELD - JIM DAVIS


CASAL NEURAS - GLAUCO

HORÁCIO - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES

MURIEL - LAERTE

MAFALDA - QUINO

ANGELI

BIDU - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES

PENADINHO - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES

A TURMA DO CHARLIE BROWN - CHARLES SCHULS


sábado, 26 de dezembro de 2020

[Filmes] "A Ligação" Que Se Perdeu

 


Tarde de Natal, eu querendo relaxar um pouco no sofá, resolvo pegar um filme na Netflix para ver. 

"A LIGAÇÃO" me chamou a atenção por causa da bela moça e o telefone. No mínimo, havia um suspense ali, então cliquei para ver.

A priori, era uma boa trama com atrizes e atores bacanas, mas posso dizer que da metade para o final é uma enrolação sem fim, porque os responsáveis estavam mais preocupados em produzirem reviravoltas em cima de reviravoltas do que em apresentar uma história boa. Parece que virou moda essa coisa de querer surpreender o telespectador várias vezes, deixando-o até  tonto e sem se dar conta de que está  girando em círculos  em um enredo que não evolui. 

É  uma pena que uma boa premissa tenha se perdido dessa forma. Faltou criatividade e sobrou enrolação.


quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

[Livros] Moça Vintage Faz Resenha Do Meu Ebook


Minha escrita tornou-se internacional. "AS COBRAS NÃO AMAM" tem resenha no blog português "MOÇA VINTAGE", da prezada Rosa Carvalho -- leitora assídua que lançou há alguns meses, pela Luva Editora, o livro físico "MOÇA  VINTAGE", que nos apresenta páginas e mais páginas de prosas, pensamentos, reflexões de uma mulher a qual pensamos se tratar da própria autora em alguns momentos e, outrora, podemos nos convencer de que é de fato uma personagem de ficção. Mas o que importa é a versatilidade artística da narrativa poética de um universo feminino intimista e singular que ela explora tão bem por meio de seus relatos.

Você pode encontrar o livro da Moça Vintage à venda no site da própria editora.
 
Vá ao site da Luva Editora clicando aqui  

Mas antes da Rosa se tornar escritora e lançar sua obra em uma boa editora, devo dizer que a conheci como leitora. Ela foi minha primeira leitora quando iniciei minha escrita no Wattpad. E o que me comove é o fato de que ela deu uma atenção toda especial a mim e à minha obra naquela época. Eu, um desconhecido e inocente no sistema daquela plataforma, fui agraciado por alguém que lia cada capítulo e depois fazia questão de comentar sobre o que achou deles e como os personagens mexeram com seus sentimentos. 

Rosa me incentivou a continuar escrevendo. E de incentivo em incentivo, hoje tenho meus e-books na Amazon ao alcance do público maior de dezoito anos. 

É  por isso que ver minha resenha no blog da Moça Vintage tem um gostinho todo especial. Já  é  bom ser lido e resenhado pelos leitores. Mas quando essa manifestação vem de um gesto espontâneo de alguém que tem uma história comigo, deixa de ser bom e fica maravilhoso.

Gratidão define o que sinto pela Rosa ter surgido para ler meu textos e, mesmo nos dias de hoje, ainda se prestar a ler algo meu. Ela é  uma mulher que ama leitura, então ela lê de tudo, desde que desperte seu interesse. Acredito que ela está com muitos títulos a serem lidos, pois seu hábito é  contínuo e crescente. Então, saber que meu ebook ocupou sua preferência me deixa muito feliz.

Espero que Rosa continue escrevendo, seja por intermédio da personagem Moça Vintage ou seja por meio de outra criação que conquistará seus leitores.

Eu gostaria muito que você, leitor(a), fosse conferir a resenha do meu ebook no blog da Moça Vintage. É  só clicar aqui.  

Pra terminar, como tive ótimas experiências ao longo deste mês com meu ebook,  estou disponibilizando "AS COBRAS NÃO AMAM" gratuito, mais uma vez, durante todo o dia de hoje na Amazon. Assim, você leitor(a) pode ter conferir de graça essa minha obra e tirar suas próprias conclusões.


Um abraço! Até a próxima postagem! 

sábado, 19 de dezembro de 2020

[Livros] O LIVRO DE ANTONIO FAGUNDES

Antonio Fagundes é um ator veterano e completo, daqueles que encara teatro, cinema, novela, série, documentário e o que mais vier pela frente. Ele resolveu lançar um livro que não parece se tratar de uma biografia, mas, sim, de fatos de sua vida em meio aos títulos literários que leu e agora indica aos leitores. 

Só para lembrar, Fagundes fez um papel extraordinário na novela "BOM SUCESSO", onde intepretou Alberto Prado Monteiro: dono de uma importante editora. Com pouco tempo de vida, ele conhece Paloma da Silva (Grazi Massafera) e mantém um relacionamento regado e adubado com literatura. "Bom Sucesso" foi uma novela bem bacana, exibida na faixa das 19 horas pela Rede Globo entre Julho de 2019 e Janeiro de 2020.

"TEM UM LIVRO AQUI QUE VOCÊ VAI GOSTAR" é o nome dessa obra lançada pelo ator (e agora "autor"), que conta com duzentas e quarenta páginas a um preço divulgado de quarenta e nove reais e noventa centavos. Também existe a opção ebook e sabemos que o preço varia bastante de acordo com o lugar de compra. 

A editora Sextante enfatiza que Fagundes cita mais de cento e cinquenta títulos literários. O intento, talvez, seja atrair o leitor não habituado a se interessar por alguns. Saiba mais clicando aqui.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

[Livros] DarkSide Coloca Conto Gratuito de Cesar Bravo Para Baixar


A DARKSIDE BOOKS disponibilizou um conto de Cesar Bravo -- autor de "VHS (VERDADEIRAS HISTÓRIAS DE SANGUE) e DVD (DEVOÇÃO VERDADEIRA A D.), obras que espero conhecer em breve.
"PRETÉRITO PERFEITO" está disponível em PDF, mas funciona da seguinte forma: você clica aqui para ir ao DARKBLOG onde está o começo do conto. Você pode se inteirar de como é a trama lendo lá mesmo o conteúdo disponibilizado até chegar em um link que te faz baixar a obra na íntegra. Se preferir, faça como eu e vá direto no link para apanhar o PDF completo

Este conto caiu como uma luva para me fazer ter uma noção do que consiste a literatura do autor. Acredito que alguns de vocês podem estar interessados, por isso resolvi compartilhar a novidade.
 

[Livros] Roteirista Leitor Se Emociona Com Minha Obra

Clique aqui para ir ao 
 blog do Anderson

Hoje quero compartilhar com satisfação a resenha que meu amigo Anderson, um roteirista que conheci há alguns anos, fez da minha obra "As Cobras Não Amam" em seu blogue que é relativamente novo, pois não há muitas postagens pela razão óbvia de que ele vem se dedicando cada vez mais à leitura e literatura, sem contar a atenção que presta à família (mulher, filho, pai, mãe, irmã, irmão) algo que ele não abre mão.  

Esse viés família foi o que lhe fez ter o olhar bastante atento, sensível e filosófico à minha trama. Como a literatura de nomes de peso como Neil Gaiman, Alan Moore, Zafon, Stephen King e muitos outros bons autores sempre fizeram parte da sua intimidade, Anderson felizmente conseguiu captar as mais belas impressões acerca da minha obra. 

Recomendo, a todos que vem aqui visitar meu blogue, que leiam a resenha que ele fez sobre "As Cobras Não Amam", onde ele relata (sem spoilers, fiquem tranquilos) com maestria como realmente é esta minha obra. 

O link para a postagem dele está aqui. Eu agradeço a esse cara especial que vem me mostrando com o passar dos anos que homens heterossexuais também podem ser sensíveis amantes da literatura. Agradeço principalmente a pessoa que ele é: alguém talentoso no que faz, empenhado, esforçado, que cuida da família que tem e que sabe prezar a amizade. 

Abraços a todos. Obrigado, Anderson! 

Obrigado também aos demais leitores que se prontificam a postar sobre minhas obras. Esse gesto, esse carinho com o que leram é  muito importante para mim. 

domingo, 13 de dezembro de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

 HORÁCIO - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES

DONA TETÊ - MORT WALKER

GARFIELD - JIM DAVIS

ZÉ CARIOCA - WALT DISNEY

LOVESTORIA - ANGELI

sábado, 12 de dezembro de 2020

[Livros] O Mercador de Sonhos - M M Schweitzer

Eis uma fábula bem interessante sobre um porquinho que estava deprimido em seu quarto e acabou adormecendo. Uma lacraia entra em seu ouvido e começa a projetar algo em sua mente. O porco então começa a vivenciar situações quando se vê inserido numa esfera de consciência entre o sonho e a realidade. 

A trama toda contém pouco mais de trinta páginas estimadas pela Amazon e me encantou tanto, mas tanto, que comecei a ler e não desgrudei mais. Valeu pelo viés filosófico, criativo e construtivo em transmitir o otimismo e apresentar mecanismos psicológicos que nos afastam do pessimismo. 

Trata-se de um conto bem fofo que tem muito a nos dizer sobre a valorização da vida. Eu adorei. 

O ebook está na Amazon (clique aqui), já o vi gratuito várias vezes. Há outras obras do autor M M Schweitzer disponíveis. Pretendo conhecer outros contos que fazem parte dessa série intitulada "Morserus".  

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

[Livros] Ebook Gratuito Hoje - As Cobras Não Amam


Clique aqui e garanta o teu ebook

Sinopse: A interessante vida de Lucas, um rapaz adolescente como tantos de nós também fomos nos anos noventa. Ele prefere ser chamado de Moon porque, assim como a Lua, tem seu lado oculto e difícil de compreender. São questões e sentimentos íntimos que não conseguem aprovação de ninguém. Hoje eu penso que existiram e ainda existem muitos Moons por aí, devido a natureza dos acontecimentos por vezes indesejáveis que incomodam até mesmo quem vive em nosso refúgio mais particular: a família.

Esta é uma bela obra de ficção que fala das descobertas, dos desejos e paixões, das expectativas que aparecem, do amor maior que buscamos e, sobretudo, da barreira do que é considerado impróprio, imoral, inadequado ao homem homossexual.

O mundo atual está diferente, mas certas coisas ainda são as mesmas. Por isso acredito que ainda há muitos Moons por aí. E muitas famílias omissas também.

Leitura para maiores de 18 anos - Romance Gay com sexo, violência e linguagem crua.

Aqui estou eu, divulgando mais uma obra minha. Diferente dos contos, "AS COBRAS NÃO AMAM" tem quase trezentas páginas e trata de abuso, paixões, expectativas, dramas familiares, crise existencial. Sim, existem os momentos pesados que servem para os(as) leitores(as) se situarem perfeitamente do tipo de relação entre Moon e Rafael, mas o enredo tem muito mais a oferecer. É um drama realista que explora a personalidade das pessoas envolvidas ao longo de vinte anos, então é ideal para quem gosta de comparar o que o tempo faz na vida das pessoas. 

GARANTA TEU EBOOK GRATUITO HOJE

Abraços a todos. Agradeço o carinho, a atenção, a presença aqui no blog, os comentários, muito obrigado a vocês!

terça-feira, 8 de dezembro de 2020

[Desabafo] Caos em SP - Quando Pensamos Que Não Pode Piorar - Quem Tem Medo do Lobo Mau?

De repente uma turma de transeuntes se prontificou a quebrar carros e saquear motoristas no centrão de São Paulo, Capital. O motivo? Não sei. Liguei a TV e já estava sendo transmitido o caos onde centenas de carros enfileirados no trânsito queriam a todo custo fugir do próprio cárcere em que se meteram. Alguns conseguiam invadir calçadas e ouros quase chegaram a subir nas árvores e nos prédios, mas a gravidade não ajudou. 

A violência foi explícita e intensa. Uma multidão se organizou para bater em que passava ali. O impressionante foi ver uma fileira de policiais militares ali mesmo, assistindo a tudo, paradíssimos, como se aquilo que acontecia debaixo de seus narizes não fosse real, apenas um filme. Eles estava enfileirados e não moviam um músculo em direção aos agentes do caos. 

Então o Senador conhecido na Capital como Major Olímpio expressou toda sua indignação pela inatividade da polícia militar que, segundo ele, estava ali e não fazia nada porque recebeu ordens para que assim fosse. E ele ainda afirmou que não é a primeira vez que a polícia recebe ordens para não entrar em confronto com os vândalos, mesmo diante do vandalismo e quebra-quebra explícito e escancarado. Ele explicou que essa imobilidade toda veio de ordens superiores e essas designações devem ser cumpridas. E daí veio todo aquele desabafo em alto e bom tom (que ele sempre faz questão de gritar) sobre sua angústia em ver no que a cidade está se tornando, e tudo por causa de politicagem. 

Ele fez acusações bastante graves sobre um esquema do governo e a inoperação das tropas que, segundo disse, não é de hoje que se veem reféns dessas situações. Ele falou muita coisa que acredito ser verdade, embora eu queria muito que fossem devaneios ou discurso de articulação política, só que é verdade porque já ouvi outras pessoas falando coisas parecidas em ocasiões passadas. Major Olímpio não é conhecido dessa forma por acaso. Ele é um experiente profissional militar que atuou bravamente até que se elegeu Senador. Ele sabe como realmente funcionam as coisas na corporação e como "os superiores" gostam de artimanhas e maquiagens. Então acredito nele. 

Agora, independente se foi articulação politica ou não, as imagens foram chocantes. É o fim do mundo você entrar em uma rua onde há um mundo de gente querendo te saquear e fazer toda sorte de danuras contra sua vida. No caso, o alvo foram os carros. Mesmo assim, imagine esses motoristas agora, tendo que arcar com amassos, vidros e lanternas quebrados e, de quebra, com roubos e furtos de "brinde". Alguns desses motoristas foram brutalmente arrancados de dentro de seus veículos e entregues à própria sorte, com a polícia militar ali, ao lado, vendo tudo e não podendo levantar um dedo. E saber que essa inatividade em prol da segurança pode ter dedo político é o fim. Simplesmente o fim. 

Quando a gente pensa que neste ano não tem o que piorar...

O povo com medo de Bolsonaro?? Bolsonaro quer ver a economia alavancar. Desde o multiempresário  endinheirado até o tiozinho que vende pipoca e churros lá na esquina. Bolsonaro quis legalizar os bicos que os policiais fazem nos supermercados e varejões, quis legalizar as crianças vendendo limonada, cuidar da própria horta, ajudar o pai na padaria, vender balinha e chiclete nas ruas em paz. 

Vocês vão ver o bicho pegar de verdade é  com quem vier depois dele. Quem vem com a fala mansa e marketing de herói e vai fazer aumentar o tráfico, especialmente os menores nessa realidade, aumentar o desemprego porque haverá fiscalização maciça na informalidade e as pessoas não terão perfil para os empregos de carteira, aumentar a evasão escolar, porque o ensino público nunca foi lá  essas coisas, agora já  sabem o caminho das doenças para ele ficar praticamente inexistente. Seu filho vai crescer defasado. E o filho do rico, que nunca deixou de estudar, vai decidir o futuro do teu que, por enquanto, acha legal ficar em casa vendo mulher pelada como matéria no EAD.

Se você  está  com medo de Bolsonaro, você terá pavor do que virá depois dele. Pelo andar da carruagem, espero muito estar enganado.

domingo, 6 de dezembro de 2020

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

 Neste domingo, Piadas em Desfile traz destaque para:

- Dogbert, o cão inteligente de Dilbert, criação que gosto muito de Scott Adams.

- Gaturro, o gato de Buenos Aires, criação de Cristian Dzwonik, mais conhecido como Nik, conhecido pelo seus cartoons no jornal "La Nación" e pelos prêmios que já ganhou ao longo da carreira. Gaturro já virou filme de uma hora e meia produzido em 2010.

- Mafalda, nossa "hermana" argentina em três tiras cheias de graça e inteligência na sua crítica social. Mafalda também teve filme de uma e meia em 1982. Só descobri agora que fui pesquisar sobre o Gaturro.

Mafalda e Gaturro são duas pérolas argentinas.

Abraços a todos. Divirtam-se!

MAFALDA - QUINO




GATURRO - NIK



DOGBERT - SCOTT ADAMS


[Prosa] CORRO

Corro da forma estranha como fui encarcerado sem grades frias de ferro nem paredes emboloradas pelos prantos fantasmagóricos dos espíritos infernais.

De repente me vejo sem saída, encurralado e ninguém pode me ajudar. Onde está toda minha sapiência em saber lidar com imprevistos? Aquela porta me levou para o escuro. Felizmente, não ao fundo do poço.

Alguma sorte tomou conta de mim. Algum espírito olhou minha aflição, conversou com seus mentores pares da Luz Divina e me livrou daquela situação. Fui colocado de volta no mundo. No Meu círculo. E agora me resta caminhar. Olhar para frente e seguir do jeito que dá. 

------

Autor: Fabiano Caldeira