domingo, 31 de janeiro de 2021

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

 DOGBERT - SCOTT ADAMS

CALVIN & SEU PAI  - BILL WATTERSON

MAFALDA - QUINO

GARFIELD - JIM DAVIS

POPEYE - BUD SAGENDORF

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

[Prosa Poética] Quero-te


Você sorrindo é de muito bom grado. Em um mundo de opressão e ovelhas desgarradas, encontrei-te empenhado a enfelizcetar meu coração abandonado.

Quero pousar no mesmo leito teu e sentir teu coração bater junto ao meu. Nossa couraça, o tato, o olfato, as mãos carentes entre curvas e chamados. Um convite a fazer parte do que é  teu mais íntimo. E saber mais de tua persona, inteirar-me de teu legado. 

Olho-te de imediato e vejo o encanto personificado aos meus olhos antes solitários. Permito-me regozijar dos prazeres a vivenciar. É o momento nosso, só de nós dois, onde deixamos as outras coisas a serem focalizadas para depois. 

A priori nos envolvemos, desatamos nossos laços e nos desempacotamos feito presentes a serem deslumbrados um ao outro. Quero crer que seja caro e que durará ao meu lado, tal modo bem faço com o que de valioso constato. 

Que tua forma bela a me deixar empolgado em meus gostos venha em companhia terna do sentimento do amor mais precioso. 

-------

Autor: Fabiano Caldeira

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

[Prosa Poética] Eu e Você No Verão


É verão, a temperatura está quente, lá nas alturas. Meu corpo clama a se alinhar a essa tua quentura. 

Ele quer teu fervo, meu boy. Ele quer tua desenvoltura. A beleza do teu corpo gostoso que mais parece escultura. 

O teu sorriso eu vejo todo dia, mas hoje... ah, hoje eu o quero com rebeldia. Senta aqui do meu lado. Não se esqueça nunca de que sou teu macho. 

Olhe minhas pernas, como elas são belas, e estão prontas para se cruzarem em você. Em volta da tua cintura, na nudez da tua bunda, eu relaxo e me abro sem frescura.

Quero você nessa quentura do verão. Juntos na mesma água, em cima da minha cama ou cheio de sabão. 

Venha! Venha, meu lobão!  Não te apegues a modos e cerimônias. Agora não! Quero você loucão, desajeitado, sem medos, incontrolável.  O mundo agora é só nós dois. Nossa tara, nossos corpos e um fogo indomável. 

Venha! Venha, ó mozão! Vamos ficar podres e esfolados, de pau e cu inchados. Calor de verão. 

---------

Autor: Fabiano Caldeira

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

[Filmes] Os Guardiões da Galáxia, O Pai Criador E O Filho

Hoje liguei a TV e estava começando os Guardiões da Galáxia 2 - é um dentre tantos apanhados da Marvel lançados nos últimos anos. Esse filme é bem colorido e os personagens são bastante carismáticos.

Na história, Peter conhece seu pai, criador do planeta Ego, que, aos poucos, vai se impondo a ele no intuito de usá-lo para se tornar cada vez mais poderoso. Peter luta contra a soberania de seu pseudo deus-pai, mas ele não tem a força e o poder do progenitor, então, torna-se refém. Se fizer o que o pai espera dele, até desfrutará do poder e soberania atribuídos ao pai. Poderá vangloriar-se tão deus quanto ele. Mas a rebeldia de Peter trouxe a ira de seu pai, que não estava disposto a conceder livre-arbítrio coisa nenhuma.

Eu vi nesse ínterim a teoria sobre Deus Pai Criador e Jesus Cristo, que veio ao mundo para nos salvar em um gesto de amor extremo sacrificando-se na cruz. O filme me fez refletir em algumas coisas: 

Talvez Jesus tivesse sucumbido por obrigação de seu Pai. Talvez seu calvário e sofrimento ao extremo tenha sido imposto contra sua vontade. Jesus pode não ter conseguido fugir das garras do Pai. 

Jesus pode nem ter percebido o real plano do Pai, deixando-se levar por Ele, na maior inocência. Isso é nítido quando Peter estava deslumbrado com o planeta e de como era seu pai. Tudo lhe pareceu tão incrível e tão bom que ele não percebeu sua cegueira. 

Outra hipótese é que Jesus simplesmente quis. Simples assim. Ele quis se tornar tão poderoso como o Pai. A proposta de reinarem juntos, como um só ser todo-poderoso, por todo o Universo, pode ter lhe caído como uma luva e por isso permitiu que o Pai lhe usasse como bem quis. 

Peter ficou com o seu pai (que de acolhedor e democrático não tinha mais nada), prestes a ser destruído por ele, até que seus amigos o resgataram pouco antes de destruírem o planeta e, por tabela, seu criador. Peter não quis se tornar todo-poderoso como se julgava seu pai criador do Ego. Peter preferiu ser destruído a compactuar com um poder tirano e unilateral. Felizmente foi resgatado e voltou a ser como como qualquer um de nós. 

Será que Jesus teve essa opção? Será que Ele tentou viver sendo apenas qualquer um de nós e não conseguiu? 

Seria Deus, na verdade, alguém com essa natureza, que ilude mostrando abundância e beleza, bem-estar e felicidade para, depois, se apoderar das pessoas? 

Supondo (apenas supondo) que sim. Então, seu poder e sua glória devem-se ao fato de as pessoas serem fracas e não conseguirem detê-lo? Teria Deus interesse em prejudicar aqueles que não querem segui-lo?

Considero audacioso esse conteúdo ilustrado pela Marvel, pois, nos dias de hoje, onde vimos que o ser humano ainda está longe de evoluir ao se mostrar (ainda) repleto de intolerância e ignorância, expor assuntos sacros em uma produção de fundamentos fúteis é, no mínimo, um ato de bravura. E digo "produção de fundamentos fúteis" porque esse filme é mero entretenimento juvenil que passa longe de constituir algum tipo de doutrinação e muito menos a transmissão conhecimento sério. 

A grosso modo, pegaram a faceta mais suave dessas produções da Marvel e inseriram nela uma masturbação mental sobre Deus, a criação do mundo e o Filho. E ficou tudo bem. 

Das duas, uma: 

1- ninguém levou muito a sério essa franquia dos guardiões, de forma que nem ligaram pro filme;

2- a Marvel conseguiu a proeza de abordar um assunto TABU sem sofrer as consequências, às vezes, oriundas de manifestos dos fanáticos religiosos.

Acredito que seja a primeira opção. E você? Concorda, discorda? O que pensa sobre isso?

Ah! Gostei da presença do Stallone!

domingo, 24 de janeiro de 2021

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

 RECRUTA ZERO - MORT WALKER


RÊ BORDOSA - ANGELI

MAFALDA - QUINO


GARFIELD - JIM DAVIS

GERALDÃO - GLAUCO


DILBERT - SCOTT ADAMS

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

sábado, 23 de janeiro de 2021

[Prosa Poética] Quando Você Passou Por Mim

Então um dia, entre tantos semblantes desconhecidos indo e vindo, entre transeuntes mal-encarados e homens de terno fino, você  passou por mim.

Cansado e com sede, pediu água à  balconista da padaria e um misto-quente. Meu olhar encontrou o teu. E nesse encontro relâmpago, um pedaço do meu pão com manteiga conheceu o calor que emanava de seus dedos.

Voltamos várias vezes àquela padaria. Era caminho da correria do nosso dia a dia. Depois seguimos  nosso caminho, cada qual ao seu destino. 

Nos víamos de novo mais tarde, fazendo planos de  nossas vidas, juntos. Era um instante leve, mágico, alegre, como se andássemos de mãos dadas no céu azul em meio a flores campestres. 

------

Autor: Fabiano Caldeira 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

[Prosa] Sobre O Que Estou Fazendo Nestes Dias

Alguns amigos de blog devem estar se perguntando: "O que estou fazendo, que não posto mais?"
Bom... Desde que cheguei da praia me empenhei a escrever e escrever e escrever. Para terem uma ideia, de vez em quando arrisco-me em tirinhas de quadrinhos, mas ainda não me entreguei a tal deleite.

Estou com uma obra erótica em andamento. Ela precisa passar pela última camada antes de ser publicada. Porém, essa última camada só acontecerá após terminar um romance de mistério o qual me dedico a todo vapor, pois trata-se de uma trama onde a jovem jornalista Natália recebe da patroa um convite para passar o final de semana em uma fazendinha que ela possui. A priori, a patroa fez isso porque ficou sensibilizada com o término do casamento dela, mas é evidente que o motivo real será colocado em outro ponto. Há um mistério naquela fazenda, uma coisa horrorosa e cabeluda que ninguém toca no assunto, mas sua simples menção mexe com todos.

Estou pensando em usar um pseudônimo porque a narração é em primeira pessoa, da própria Natália, e eu sou um homem. Acho que um pseudônimo iria atrair público com mais facilidade na Amazon, pois não iriam me associar aos contos eróticos. O conteúdo é diferente, acho até que estou escrevendo sob mediunidade kkkk, pois o enredo foca bastante no machismo e no empoderamento das mulheres para não se deixarem dominar pelos homens. Natália conhece Jonas, mas ele é o oposto de Rubens, seu ex-marido até semanas atrás. O povo da fazenda tem umas coisas diferentes ao da cidade. Natália percebe isso logo que chega, quando sabe da pior maneira possível que é praticamente obrigada a se juntar à mesa no horário das refeições, pois ninguém come enquanto todos não estiverem presentes, e que eles não têm a mente tão aberta como deveriam.

Li alguns gibis que gosto muito e agora estou começando a ler A SOMBRA DO VENTO, indicação de um amigo especial que até comparou minha obra AS COBRAS NÃO AMAM com Zafón. Agora que estou conhecendo, percebo que ele foi muito gentil, pois eu não tenho esse estilo poético dele de narrar os acontecimentos (quem me dera!), mas compreendi o lance que ele quis dizer ao me dar seu 'feedback', de humanizar os personagens. 

Não sou modesto. Eu tenho talento mesmo, mas isso me custa o preço de uma vida ordinária onde até hoje observo coisas que me desgostam e me trazem uma realidade a qual eu preferia não vivenciar. A vida e seus mistérios. Não podemos ter tudo. E olhando outras pessoas por aí, ainda agradeço bastante a Deus pelo que tenho. Não me sinto melhor do que elas. Eu me sinto abençoado por Deus me poupar de certas coisas. 

Bom... agora sabem o que se passa. Logo postarei aqui mais prosas, poesias ou minicontos, logo darei a resenha de A SOMBRA DO VENTO. Um abraço, meus caros. 

Obrigado por virem aqui e ler minhas postagens. Eu preciso de vocês. Deixo meu carinho e gratidão.

Foto antiga
Eu, na biblioteca Sinhá Junqueira,
Inaugurada há um ano e fechada
logo que veio a COVID-19
Mas ainda estou bonitão assim, eh! eh!

domingo, 17 de janeiro de 2021

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Oi, pessoal! Como estão vocês? O Desfile das Tirinhas de hoje, por coincidência, parece estar um pouco reflexivo. A intenção foi colocar assuntos aleatórios, mas depois me dei conta que ele há uma certa conjectura existencial. Bem... divirtam-se! Se puderem comentar quais mais gostaram, eu agradeço. Boa semana para todos!

SNOOPY - CHARLES SCHULZ 



MAFALDA - QUINO



GATURRO - NIK



GARFIELD - JIM DAVIS



sábado, 9 de janeiro de 2021

[Quadrinhos] Desfile das Tirinhas

Olá, pessoal! Espero que esteja tudo bem com vocês. O blog está parado há alguns dias e ficará assim mais um pouco, mas logo voltamos. Enquanto isso, curtam mais um Desfile das Tirinhas.

BIDU - MAURICIO DE SOUSA PRODUÇÕES


CALVIN & HAROLDO - BILL WATTERSON

HAGAR, O HORRÍVEL - DIK BROWNE


MAFALDA - QUINO



MENTIRINHAS - FÁBIO COALA

SNOOPY - CHARLES SCHULZ

RECRUTA ZERO - MORT WALKER