quarta-feira, 9 de junho de 2021

DESAMANTE - LUCIANO OTACIANO - REVIEW

Há algumas postagens, falei de dois contos curtinhos do amigo escritor e blogueiro Luciano Otaciano, que expõe sempre suas leituras bacanas em seu blog "Pensamento Solto".

Agora quero falar de seu terceiro ebook que possui estimadas 150 páginas e se chama DESAMANTE.

A história trata primeiro de Gabriela indo morar na casa de seu pai. O autor explica bem o motivo e todo o lance de ela ter pais separados, inclusive o distanciamento enorme entre eles, pois sua mãe morava em São Paulo-SP, e o pai, em Salvador-BA. 

O pai de Gabriela conversa com um amigo, proprietário de um luxuoso escritório de advocacia, no intuito de ele oferecer algum emprego para ela, que começa a trabalhar como secretária lá e descobre que, na verdade, não é o amigo de seu pai que será seu chefe, mas, sim, a filha dele - Bárbara: uma morena inteligentíssima cuja beleza é capaz de levantar defunto.

Desse momento em diante, surpreso fiquei ao me deparar com o envolvimento das duas em um 'lesbo romance'

"Luciano, seu safado", foi o que pensei quando me dei conta de que estava vidrado em uma trama lésbica. Até então, nada indicava esse fator. Achei super inteligente a maneira como ele conduziu a situação das duas até chegar nesse viés para o leitor, pois eu já estava envolvido por Gabriela, então quis saber o que aconteceria naquela relação.

Trata-se de uma história muito bonita em que ambas disputam a atenção do leitor. Todos os personagens são críveis, ou seja, a gente consegue imaginar pessoas reais agindo como eles. Os laços familiares, a maneira em que foi mostrada essa convivência, também me cativou. 

O tempo todo imaginei Gabriela e Bárbara como algo próximo dessas duas atrizes: Alice Wegmann e Julia Dalavia


Então, espero que o Luciano tenha entendido o quanto me envolvi com sua obra, de maneria positiva. Posso até dizer que foi a melhor leitura de ebook que tive neste ano, até o momento presente. 
Recomendo, sim, a leitura para quem gosta de ler de tudo no Kindle, para quem gosta de histórias de amor com uma atmosfera "família", um clima que dispensa excessos de erotismo, pois a sensualidade é o fator determinante das cenas de paixão. Sensualidade não é o mesmo que erotismo nem picância, mas cumpre sua função de transmitir a devida mensagem ao leitor. 

Críticas: como somos colegas de Amazon, é inevitável meu olhar um tanto comparativo. Aliás, venho tendo esse olhar até mesmo em livros tradicionais de papel e de qualquer autor. Como leitor, amei a tata. Como escritor, há coisas nela que eu não faria.

O Luciano tem uma escrita despojada de um certo padrão visual que me agrada. Quero dizer que, assim como aconteceu nos contos, nesta trama há vários momentos em que ele deveria ter iniciado um outro parágrafo, mas simplesmente continuou a narração colocando tudo embolado em uma coisa só. O outro parágrafo veio muito depois, quando, de tanto ler tudo em um "oração" só, já nem esperava o começo de outra.

Essa característica não é boa nem ruim. Coloco como crítica porque não é meu layout preferido. Na verdade, para mim, que não sou um dos melhores leitores, esse layout no estilo tudo junto e embolado é um pesadelo. Ah, Ah, Ah!... Mas a história me pegou de jeito, me envolvi horrores. Então, quando a trama é boa, ela é boa. Simples assim. 

Outro ponto são os pronomes "o", "a" trocados, o tempo todo. Quando o pronome se refere às personagens femininas, ele deve ser "a" e não "o", como está na trama toda. O mesmo se aplicou nas ocasiões em que elas contracenam com homens e o pronome referente a eles vira "a" em vez de "o". Confesso que não entendi isso e acho uma pena que esse tipo de situação apareça com frequência, pois tira o brio da obra, tipo... há leitores que não terão um olhar como o meu. Eles encontrarão essas falhas e largarão a história pela metade porque não não possuem discernimento para olhar o produto nas suas camadas. Eles só vão classificar como um livro ruim. Um equívoco, pois não é ruim. Só precisa corrigir os pronomes. 

Um terceiro e último fator que nem deve ser encarado como crítica, pois é apenas algo do tipo "se eu fosse o autor, eu faria diferente": nos momentos finais da história, achei que as resoluções se deram de forma apressada. Eu teria explorado um pouquinho alguns elementos que mereciam atenção. Enfim, eu faria diferente. Só isso.

Termino a postagem afirmando que foi um prazer falar desse livro. Ficou grande, mas tem muita coisa que não falei, então vale a pena a pessoa procurar esses ebook e se emocionar com Gabriela e Bárbara. 

Muito obrigado, Luciano, por me permitir conhecer suas obras. Das três, gostei mais desta. Mas todas são bem bacanas.Fiquei contente.

A capa que verão, logo abaixo, eu fiz porque a outra, embora seja muito interessante (focando em Bárbara e na atmosfera de trabalho onde as duas se conheceram) está com dimensões minúsculas e isso é ruim para quem quer falar ou indicar a obra. Além disso, quis brincar fazendo de conta que a obra era minha e, pensando assim, idealizei essa capa com o "clima" mais voltado à Grabriela e seu bem-estar de frente para o mar. A sinopse também faz parte dessa brincadeira. Estão aí, disponíveis para serem utilizadas, caso queira aproveitá-las.

A essa altura, o autor deve estar pensando: "Olha o Fabiano... Quem ele pensa que é?". Eu penso que sou melhor do que o Joe Hill e outros que necessitam de uma equipe inteira para escreverem algo legal. kkkkk 

Um abraço a todos. Até a próxima postagem. 

Sinopse: Gabriela não tem cravo e canela, mas, sim, um catálogo de mágoas as quais moldaram sua pessoa. Bárbara, como o próprio nome anuncia, detém muitas qualidades, mas carrega um segredo difícil de lidar. O caminho dessas duas mulheres se cruzam em uma história envolvente de amor, paixão, escolhas força e coragem. 


7 comentários:

  1. Oi, Fabiano! Primeiramente obrigado por esta excelente resenha, com sua visão crítica para destrinchar os deslizes da obra. De todo modo fico feliz em saber que a obra tenha lhe agradado como um todo. Irei providenciar para que realizem a diagramação deste conto e dos outros também, para ficarem melhor apresentável por assim dizer. Gostei da capa que você sugeriu. A sinopse que você elaborou também ficou boa, vou aproveitá-las, afinal não desmerecerei todo seu empenho em criá-las. Sua imaginação ao vislumbrar as belas atrizes no papel de Gabriela e Bárbara foi sensacional. Muito obrigado pela crítica sincera e verdadeira. Eu adorei sua análise. Um abraço meu caro!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a diagramação não é tão importante. Colocar tudo junto é o seu estilo, então que se foda quem discriminar sua história por causa disso.

      A questão real que você deve se preocupar é a correção dos pronomes "o" e "a". Quando a gente é autor da obra, a gente não vê onde estão os erros. Se fosse apenas algo que aparecesse uma vez ou outra, eu nem teria apontado. Mas aparece muitas vezes ao longo da história. E erros de pronomes não são a mesma coisa que erro de digitação, que todo mundo comete e por isso não devemos ligar. Erros desses pronomes fazem diferença pra muita gente boa de leitura.

      Sua obra é muito boa. Mexeu comigo como poucas mexem. Corrigindo essa questão, ela vai se valorizar, pois merece. O mercado está carente desse tema ser abordado assim, com toda essa qualidade.

      Excluir
  2. Na verdade, a tua foto de capa é perfeita. Mas se eu coloco ela numa rede social, ela se amplia e fica totalmente desfocada, pois ela é muito pequenininha. Essa foto que fiz dá pra ampliar um pouco e o Kindle aceita numa boa. Melhor seria se a sua capa pudesse ser um pouco maior, pois ela transmite bem a atmosfera da história.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Fabiano.
    Eu peguei esse ebook no dia que estava grátis, mas não sabia sobre ter um romance lésbico. Assim que der vou ler ele. Gostei das suas considerações e acredito que o autor vai aproveitar as dicas hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale muito a leitura, sim. Mas lembre-se que nossos gostos, meu e teu, se diferem um pouco. Eu acho uma ótima história.
      Um abraço, querida, e boa semana!

      Excluir
  4. Se você elaborou até um elenco mental para a obra, é porque se envolveu mesmo!

    ResponderExcluir